Criado pelo The Broadband Forum, o TR-069 é um protocolo de gerenciamento usado para facilitar a comunicação entre dispositivos, como um roteador Wi-Fi e um servidor, por exemplo. Graças a ele, é possível enviar uma série de comandos remotos, a fim de gerar e receber relatórios da rede ou mesmo fazer atualizações de firmware.

O nome completo do TR-069 é CPE WAN Management Protocol (CWMP). A saber, o termo CPE significa “customer premises equipment” (“equipamento instalado no cliente”, em tradução livre), e se refere a dispositivos que não estão fisicamente acessíveis ao provedor.

Já que o provedor muitas vezes precisa de dados referentes à rede do cliente, o protocolo foi criado como uma forma de permitir que eles se comuniquem a distância.

Desde a sua criação, em 2004, o TR-069 recebeu seis correções, a mais recente delas em 2020, além de vários acréscimos e extensões, como o TR-106 e o TR-157.

Algumas das funções permitidas pelo protocolo são, por exemplo:

  1. Configuração automática e provisionamento dinâmico de serviços;
  2. Gerenciamento de software/firmware;
  3. Monitoramento de status e performance;
  4. Diagnósticos;
  5. Testes de velocidade.

Requerimentos do TR-069

Um ecossistema precisa de alguns requisitos mínimos para poder operar com o TR-069:

  • Um Auto Configuration Server (ACS, “servidor de configurações automáticas”, em tradução livre), ou seja, o servidor responsável pela execução das funções do TR-069. Cabe lembrar que o mesmo ACS pode ser responsável por um ou mais CPEs;
  • Um ou mais CPEs, que são os dispositivos da rede que serão gerenciados pelo ACS;
  • Um servidor DHCP (ou similar) para designar o endereço IP de cada dispositivo;
  • Um servidor DNS para decodificar a URL dos dispositivos e permitir que ACS e CPE interajam (opcional).

Uso do TR-069

De acordo com informações do The Broadband Forum, existem mais de 1 bilhão de dispositivos com TR-069 em todo o mundo. Desde a sua criação, o protocolo era mais usado em modems, roteadores e gateways. Mas, com o tempo, novos dispositivos compatíveis com o CWMP foram surgindo, como IPTV e telefones com VoIP.

Vários outros formatos técnicos que envolvem o gerenciamento remoto de dispositivos, como a Home Gateway Initiative (HGI) e o WiMAX Forum, por exemplo, endossam o uso do TR-069 como protocolo de comunicação.

Muitos fabricantes, no entanto, optam por não seguir o padrão descrito pela The Broadband Forum à risca, incluindo algumas informações da rede do cliente e de gerência em campos proprietários.

As soluções de gerenciamento por TR-069, como o Flashbox, da Anlix, devem então se atentar à presença desses campos que fogem do padrão, para que a gerência de um dispositivo não fique “incompleto” na sua plataforma.

Benefícios do TR-069

Uma das razões pelas quais o TR-069 foi escolhido como padrão da indústria é a ampla gama de vantagens que o protocolo oferece. Alguns dos benefícios são:

  1. Controle remoto de CPE’s;
  2. Melhor gerenciamento de redes de banda larga com maior visibilidade e controle de CPE’s;
  3. Coletar dados de análise de uso e atividade da rede e utilização do serviço;
  4. Permitir o uso de serviço de controles de dados como Wi-Fi, filtros de conteúdo, controle parental, backup e vigilância a distância;
  5. Gerência remota, que permite a instalação de firmware a distância e reduz a necessidade de visitas presenciais a clientes;
  6. Atualizações automatizadas.

Todos estes benefícios fazem parte da solução Flashbox com a gerência remota via TR-069. Saiba mais como você pode aproveitar todos eles aqui!

Por que o TR-069 usa ACS?

O ACS é um servidor usado para configurar os CPEs a distância. Ele age como um elo entre o provedor e o roteador do cliente, permitindo um acesso fácil e remoto a informações importantes. Estas podem ser usadas para identificar problemas no dispositivo ou, se necessário, executar comandos.

Graças ao TR-069, um profissional de atendimento remoto possui informações atualizadas sobre o dispositivo do cliente e pode ajudá-lo a resolver seus problemas com mais agilidade.

Graças a este recurso, muitas dificuldades que antes exigiam uma visita de um técnico podem ser resolvidas rapidamente e a distância. Aliás, esse é um dos principais benefícios da nossa solução Flashbox via TR-069 para roteadores e ONU‘s.

Segurança do TR-069 

O TR-069 é considerado um protocolo seguro, mas somente quando usado em conjunto com opções de encriptação e autenticação SSL/TLS. Com esta proteção, é muito difícil que alguém consiga interferir nas comunicações entre o ACS e o CPE e fazer com que um deles receba informações ou comandos de equipamentos não autorizados.

Outro perigo do TR-069, entretanto, ocorre quando o servidor ACS em si é acessado. Uma vez que ele centraliza as configurações, o hacker pode usar o dispositivo comprometido para enviar instruções malignas para os CPEs, tornando-os mais vulneráveis a invasões externas.

Os desenvolvedores já conhecem essas características do TR-069. Por isso, novos produtos, como o Flashbox, da Anlix, utilizam soluções de segurança que eliminam estes riscos, deixando o protocolo ainda mais seguro.

Aliás, aproveite para saber mais a respeito do protocolo TR-069 assistindo a esse nosso vídeo da Conexão Anlix em nosso canal no YouTube:

TR-069 e IoT

Graças a evoluções acrescentadas por outro protocolo, o TR-369, surgiram ferramentas que podem ajudar dispositivos IoT. Dentre elas, destacam-se o descobrimento automático de dispositivos, a escalabilidade para tratar de um número grande de conexões diferentes, configurações a distância e, por fim, a possibilidade de executar comandos simultâneos.

Conclusão

O TR-069 é uma ferramenta útil para que os provedores possam fazer a manutenção de dispositivos localizados nas dependências de clientes. A ampla quantidade de informações que podem ser adquiridas através do protocolo pode reduzir a necessidade de visitas presenciais para a solução de problemas simples, o que também ajuda a reduzir custos.

Além disso, o próprio serviço de atendimento ao consumidor pode se beneficiar do TR-069, tendo acesso instantâneo a relatórios e diagnósticos.

Todos estes recursos estão disponíveis no Flashbox, que também facilita a identificação de erros e reduz o tempo total de atendimento, maximizando a eficiência do serviço.

Então, que tal começar um teste agora mesmo? Basta preencher um rápido formulário neste link!